Estou com conjuntivite, como tratar?

O tratamento da conjuntivite é feito de acordo com a sua causa, ou seja, depende se é provocada por vírus, bactérias, alergias ou pelo contato de algum produto tóxico com os olhos. De forma geral, são indicados:

  • Colírios lubrificantes,
  • Colírios com antibióticos,
  • Pomadas,
  • Compressas frias.

A conjuntivite é a inflamação da conjuntiva, membrana fina que recobre a parte branca dos olhos e a região interna das pálpebras. Geralmente,] a inflamação começa em um dos olhos e depois passa para o outro, com uma duração média de 7 a 15 dias.

Qualquer medicamento para conjuntivite, especialmente os colírios, devem ser indicados pelo médico de família ou oftalmologista. O uso de colírios sem orientação médica pode trazer complicações graves ou piorar o quadro de conjuntivite.

Como identificar o tipo de conjuntivite e o que fazer?1. Conjuntivite viral

A conjuntivite viral é o tipo mais comum. É muito contagiosa e bastante frequente no verão. É provocada por vírus e transmitida pelo contato direto ou indireto com secreções. É facilmente disseminada em ambientes com aglomerações de pessoas como piscinas e parques.

Os sintomas são de ardência, vermelhidão nos olhos, coceira, lacrimejamento e a secreção na conjuntivite viral é esbranquiçada e em pequena quantidade.

Não existe um remédio ou tratamento específico para conjuntivite viral. Neste caso, é indicado lavar os olhos com soro fisiológico ou água filtrada gelada, compressas frias e colírio lubrificante para aliviar o desconforto.

2. Conjuntivite bacteriana

A conjuntivite bacteriana é conhecida pela queixa de acordar com os olhos "colados", devido a grande quantidade de secreção purulenta.

Os sintomas são de inchaço nos olhos, dor, vermelhidão, ardência e secreção amarelada. Pode haver também maior sensibilidade a luz e visão embaçada.

O tratamento consiste na aplicação de colírios ou pomadas com antibióticos, limpeza com água filtrada gelada de 3 em 3 horas e compressas frias.

Para limpar a secreção presente nos olhos, lave as pálpebras e faça compressas mornas com água ou soro fisiológico. A água morna também ajuda a remover secreções secas e endurecidas. As compressas frias ajudam a aliviar os sintomas da dor e ardência.

O uso de medicamentos com antibióticos, sem indicação médica, pode trazer complicações graves para os olhos como dor intensa, lesão de córnea, aumento da pressão intraocular e problemas na visão.

3. Conjuntivite alérgica

A conjuntivite alérgica não é contagiosa, e acomete mais pessoas com tendências a alergias, como a rinite alérgica. Normalmente começa em um dos olhos e depois afeta o outro com períodos de melhoras e de reincidências.

Nestes casos, os sintomas são mais exuberantes são de coceira e inchaço nos odis olhos. Apresenta ainda ardência, vermelhidão e pouca secreção de cor clara.

Nos casos de conjuntivite alérgica, é muito importante descobrir o que desencadeia a reação alérgica, e evitar os agentes alérgenos, além de utilizar colírios lubrificantes e medicamentos antialérgicos.

4. Conjuntivite tóxica

A conjuntivite tóxica também não é contagiosa, e é causada por agentes considerados tóxicos como poluição do ar, fumaça de cigarro, produtos de limpeza, sabonetes, maquiagens e tinta de cabelo. Os colírios são outra causa de conjuntivite tóxica.

Os sintomas principais da conjuntivite tóxica é a ardência o lacrimejamento abundante, de cor clara.

Para as conjuntivites tóxicas, é preciso identificar e evitar os produtos tóxicos, lavar os olhos com grande quantidade de água filtrada ou fervida gelada, para eliminar o produto e quando for preciso, acrescentar o uso de colírios lubrificantes, sob orientação médica.

Quais os sintomas da conjuntivite?Sintomas bem característicos de conjuntivite: olhos vermelhos, lacrimejantes com bastante secreção.

Os sintomas característicos da conjuntivite incluem:

  • Olhos vermelhos e que lacrimejam muito
  • Sensação de areia ou de ciscos nos olhos
  • Coceira
  • Secreção
  • Sensibilidade à luz
  • Visão embaçada ou borrada
  • Inchaço nas pálpebras
Como evitar o contágio e/ou piora da conjuntivite?

Se você está com conjuntivite é importante, além do tratamento prescrito pelo médico, seguir alguns cuidados de higiene.

Estes cuidados são essenciais para evitar a transmissão da infecção para pessoas próximas, a própria recontaminação ou a piora do quadro, e incluem:

  • Lavar as mãos com frequência,
  • Evitar levar as mãos aos olhos,
  • Evitar coçar os olhos para reduzir a irritação,
  • Suspender o uso de lentes de contato, até resolver a inflamação,
  • Lavar as mãos antes e depois de aplicar remédios nos olhos,
  • Na hora de usar o colírio, não encostar o frasco de medicamento nos olhos.

Nem sempre é fácil identificar o tipo de conjuntivite pela cor da secreção.

Quando procurar um médico?

Se você higienizar bem os olhos com água filtrada ou soro fisiológico e os sintomas de secreção e irritação permanecerem por mais de 48 horas, procure um médico de família ou oftalmologista.

Não use medicamentos, especialmente colírios, ou remédios caseiros sem avaliação e indicação médica.

Pode lhe interessar também:

Vermelhidão nos olhos, o que pode ser?

Ardência nos olhos, o que pode ser?

Referência:

Sociedade Brasileira de Oftalmologia

Referências bibliográficas

More Questions From This User See All

Smile Life

Show life that you have a thousand reasons to smile

Get in touch

© Copyright 2020 ELIB.TIPS - All rights reserved.