Insuficiência mitral

A insuficiência mitral é uma doença que atinge uma das válvulas do coração, a válvula mitral, impedindo que ela se feche totalmente.

Neste caso, o defeito da válvula permite que uma pequena quantidade de sangue retorne para o átrio esquerdo e depois para os pulmões, ao invés de irrigar o corpo, como deveria acontecer em condições normais.

1 - Válvula mitral. (A seta vermelha indica que o sangue está retornando para o átrio, provavelmente por um defeito na válvula), 2- Ventrículo esquerdo, 3- Átrio esquerdo.

A válvula mitral é uma estrutura do coração que separa o átrio esquerdo (3) do ventrículo esquerdo (2). Esta válvula permite que o sangue oxigenado, vindo dos pulmões, passe do átrio para o ventrículo esquerdos e depois, ao sair do ventrículo esquerdo, leve oxigênio para todo o corpo, através da circulação sanguínea.

Quando existe um defeito nessa válvula, o sangue pode retornar, causando acúmulo de líquido nos pulmões além de dificuldade na oxigenação do corpo. O acúmulo de líquido nos pulmões dá origem a tosse, falta de ar e cansaço aos pequenos esforços.

Quais são os tipos de insuficiência mitral?

A insuficiência mitral pode ser classificada como leve, moderada ou grave, de acordo com a gravidade da doença. Pode ser classificada ainda em aguda e crônica.

A aguda é a forma mais agressiva e que se instala rapidamente, enquanto a forma crônica, aquela que se desenvolve aos poucos, causando sintomas mais leves.

1. Insuficiência mitral leve ou discreta

A pessoa com insuficiência mitral leve ou discreta, geralmente, não apresenta nenhum sintoma. Neste tipo de insuficiência, o coração se adapta ao defeito da válvula e à alteração da circulação sanguínea e somente é identificada em exames de rotina quando o médico ausculta o coração do paciente.

Normalmente não necessita de tratamento, mas precisa ser acompanhada pelo cardiologista.

2. Insuficiência mitral moderada

Na insuficiência mitral moderada a pessoa começa com alguns sintomas que não são específicos da doença como, por exemplo, cansaço sem uma causa aparente.

Podem ser necessários exames como Raio-X de tórax ou ultrassonografia para avaliar o funcionamento do coração e da válvula mitral.

3. Insuficiência mitral grave

Quando a insuficiência mitral se torna mais grave, o paciente começa apresentar cansaço e sintomas mais característicos da doença como tosse, falta de ar e inchaço nas pernas, especialmente nos pés e tornozelos.

Os exames que detectam esse quadro será o raio-X e ultrassom, ou ecocardiograma.

O tratamento depende da gravidade do quadro e pode ser feito com medicamentos ou procedimento cirúrgico, para correção do defeito da válvula ou para a sua substituição.

4. Insuficiência mitral aguda

A insuficiência mitral aguda é uma condição grave que acontece devido à ruptura da musculatura cardíaca. Geralmente ocorre devido ao infarto agudo do miocárdio e uma infecção no coração (endocardite infecciosa).

O tratamento definitivo é cirúrgico e é feito para reparar a válvula ou mesmo, substituí-la.

5. Insuficiência mitral crônica

A insuficiência mitral crônica inicialmente pode ser silenciosa, não apresenta nenhum sintoma. Os sintomas vão se instalando lentamente na medida em que a doença evolui e incluem: falta de ar, cansaço e palpitações.

Ocorre devido a doenças como febre reumática, calcificação, prolapso de válvula ou problemas genéticos de malformação da válvula mitral. O tratamento pode ser efetuado com medicamentos ou através de procedimento cirúrgico.

Quais os sintomas da insuficiência mitral?

Os sintomas surgem na medida que a doença avança e incluem:

  • Tosse
  • Cansaço sem motivo aparente
  • Falta de ar
  • Palpitações
  • Inchaço nas pernas, especialmente nos tornozelos e pés
Como é feito o tratamento da insuficiência mitral?

Quando a insuficiência mitral é leve ou discreta pode ser que não seja necessário nenhum tratamento específico, ou que precise somente de uso de medicações. Entretanto, é preciso acompanhamento médico para monitorar o desenvolvimento da doença.

Os medicamentos usados para o tratamento da insuficiência cardíaca são os diuréticos e os antiarrítmicos (medicamentos para corrigir arritmias).

Se houver piora da doença, pode ser indicado tratamento cirúrgico, para reparar o problema da válvula ou mesmo para substituir a válvula com defeito por uma válvula artificial.

Para saber mais sobre o tratamento, você pode ler: Insuficiência mitral pode matar? Existe tratamento?

Causas de insuficiência mitral

A insuficiência mitral pode ser provocada por:

  • Infarto Agudo do miocárdio (IAM),
  • Insuficiência cardíaca ("coração grande"),
  • Febre reumática,
  • Infecções como endocardite, e
  • Problemas da própria válvula (ruptura de tendões que a sustentam, degeneração).
Quando devo procurar um médico?

É importante procurar um médico se você sentir:

  • Tontura com frequência
  • Apresentar episódio de desmaio (síncope)
  • Cansaço sem motivo aparente
  • Falta de ar em situações simples, como caminhadas (antes não percebida)
  • Palpitações (coração disparado)

O acompanhamento médico com um cardiologista é fundamental para definir o tratamento e principalmente, monitorar o desenvolvimento da insuficiência mitral.

Referências:

American Heart Association

American College of Cardiology

Referências bibliográficas

More Questions From This User See All

Smile Life

Show life that you have a thousand reasons to smile

Get in touch

© Copyright 2020 ELIB.TIPS - All rights reserved.