Meningite bacteriana: o que é e quais são os seus sintomas?

A meningite bacteriana é a forma mais grave de meningite, um processo inflamatório das meninges, causado por bactérias. As meninges são as membranas que recobrem o cérebro e a medula espinhal.

Os principais sintomas são a febre alta, dor de cabeça e pescoço rígido. No entanto, esses sintomas variam um pouco de acordo com a idade.

Trata-se de uma doença grave, com elevado risco de morte ou sequelas neurológicas, se não for tratada rapidamente. Por este motivo, na suspeita de meningite, procure imediatamente atendimento médico.

Sintomas da meningite bacteriana em adultos e crianças maiores

Os sintomas da doença variam um pouco de acordo com a idade e condições de saúde.

Inicialmente os sintomas são como uma virose comum, com fraqueza, mal-estar, congestão nasal e dor no corpo, mas após 2 ou 3 dias evolui com o quadro clínico característico, de meningite por bactérias:

  • Febre alta,
  • Dor de cabeça,
  • Rigidez de nuca (pescoço rígido),
  • Vômitos,
  • Sensibilidade à luz,
  • Confusão mental e
  • Manchas na pele.
Sintomas de meningite bacteriana em bebês

Nos recém-nascidos e crianças pequenas os sintomas são menos específicos, sendo importante estar mais atento, tendo com mais frequência o seguinte quadro:

  • Dificuldades de mamar/se alimentar (rejeita a alimentação),
  • Irritabilidade,
  • Choro inconsolável,
  • Vômitos,
  • Abaulamento da fontanela ("moleira" se torna mais endurecida)
  • Mudança de temperatura corporal (febre ou temperatura baixa),
  • Mastigação involuntária, aperto dos lábios, olhar em diferentes direções
  • Sonolência, mudança de comportamento,
A meningite bacteriana pode matar?

Sim. A meningite bacteriana é uma doença grave que pode matar ou deixar sequelas. As sequelas podem ser de sensibilidade, motoras, com dificuldade de andar; problemas neurológicos cognitivos e até precisar passar por amputação de membros.

Como evitar a meningite bacteriana?

A melhor forma de evitar a doença é através da vacinação. É fundamental manter a vacinação em dia, especialmente nas crianças que tem a imunidade ainda em amadurecimento. As vacinas obrigatórias do calendário vacinal são oferecidas de forma gratuita pelo Ministério da Saúde.

A vacina ACWY começou a ser disponibilizada no início de 2020, nas Unidades básicas de saúde (UBS), com o objetivo de reduzir ainda mais a mortalidade e sequelas pela meningite.

Manter a vacinação atualizada é a melhor forma de prevenir a meningite bacteriana!A meningite bacteriana tem cura?

Sim, a meningite bacteriana tem cura, sempre que o tratamento for iniciado rapidamente.

Por este motivo, ao perceber os sintomas, é importante que procure imediatamente um atendimento médico de urgência, para avaliação e tratamento.

Como é feito o tratamento da meningite bacteriana?

Na suspeita de meningite o tratamento deverá ser iniciado imediatamente, com:

  • Internação hospitalar
  • Início de antibiótico venoso
  • Isolamento de contato

Pode ainda ser preciso incluir o uso de corticoides, analgésicos e medicamentos para os sintomas apresentados. Porém, o antibiótico deve ser iniciado rapidamente. O mais adequado é que seja iniciado logo após a coleta dos exames. No entanto, se por algum motivo os exames não forem colhidos rapidamente, o medicamento deve ser administrado antes da coleta.

Como posso pegar meningite bacteriana?

A meningite bacteriana é transmitida de pessoa para pessoa através das vias respiratórias e pelo contato com as gotículas e secreções do nariz e da garganta.

Algumas bactérias como a Listeria monocytogenes e a Escherichia coli, podem ser transmitidas pelos alimentos.

Como é feito o diagnóstico da meningite bacteriana?

O diagnóstico da meningite bacteriana é realizado com base na história do paciente, nos sintomas que ele apresenta, exames de sangue e exame do líquor.

O exame do líquor é a coleta do líquido que envolve todo o sistema nervoso, cérebro e medula espinhal, da região lombar, com uma agulha. Este líquido vai para o laboratório e é analisado para que a bactéria que está causando a meningite seja identificada.

Uma pessoa com meningite bacteriana deve ficar isolada para não transmitir a doença.

É necessário que a pessoa com meningite bacteriana permaneça em isolamento até que a infeção seja controlada e a pessoa não, seja mais capaz de transmitir a bactéria.

Os exames de sangue confirmam quando a pessoa para de transmitir a doença por isso pode sair das medidas de isolamento.

Se você perceber algum sinal de meningite busque o mais rapidamente possível um médico de família ou neurologista procure uma emergência hospitalar.

Para saber mais sobre meningite, acesse:

  • Qual a diferença entre meningite viral e bacteriana?
  • Quais são os tipos de meningite?
  • Meningite é contagiosa? Como ocorre a transmissão?
  • O que é meningite meningocócica e quais os sintomas?
  • É possível ter meningite mais que uma vez?

Referências

  • Academia Brasileira de Neurologia.
  • Ministério da Saúde do Brasil.
  • Heckenberg, S.G.B.; Brouwer, M.C; Beek, D. Bacterial Minigitis. In: Biller, J.: Ferro, J.M. (organizadores). Handbook of Clinical Neurology, v.121, 2014. p. 1361-1375.

Referências bibliográficas

More Questions From This User See All

Smile Life

Show life that you have a thousand reasons to smile

Get in touch

© Copyright 2020 ELIB.TIPS - All rights reserved.