Conjunções Integrantes

As Conjunções Integrantes são aquelas que ligam à Oração Principal as Orações Subordinadas Substantivas, as quais desempenham funções próprias dos Substantivos, como: Sujeito, Objeto Direto, Objeto Indireto, Predicativo, Complemento Nominal e Aposto. As Conjunções Integrantes mais utilizadas na Língua Portuguesa são “que” e “se”.

Observe os exemplos:

Orações principais / Orações Subordinadas Substantivas

  • Samara pediu que trouxesse vinho tinto para a ceia de Natal. 
  • Ana perguntou se deveria trazer vinho tinto para a ceia de Natal.

Para compreender sobre os efeitos de sentidos provocados por essa classe de palavra nas orações, vamos relembrar o que são Conjunções?

Conjunções são a classe de palavras da Língua Portuguesa cuja função é unir as orações, estabelecendo entre elas uma relação de coordenação ou subordinação (dependência).

Observe os exemplos:

  • Quero muito ir à festa, mas tenho prova de física essa semana.
  • Vamos embora logo, pois a chuva está se aproximando.
  • Vou de ônibus, a menos que tenha lugar no carro.
  • Ele sentiu que teria problemas.

As palavras e locução sublinhadas são Conjunções, responsáveis por unir orações, completando ou complementando os sentidos umas das outras.

Tipos de Conjunções

Como sabemos, as Conjunções são a classe de palavras em Língua Portuguesa que têm a função de unir duas ou mais orações, estabelecendo entre elas relações de Coordenação ou Subordinação. Assim, as Conjunções são classificadas em: Coordenativas ou Subordinativas.

Conjunções Coordenativas

As Conjunções Coordenativas integram em um mesmo Período as orações Coordenadas, que são aquelas sintaticamente independentes umas das outras por possuírem os elementos essenciais para a construção de sentidos: Sujeito e Predicado ou apenas Predicado. Embora sejam orações sintaticamente independentes, as informações podem se complementar se unidas por meio de uma Conjunção Coordenativa ou por Vírgula.

Exemplo:

Gosto muito de séries e filmes porém estou sem tempo.

Observe que tanto a oração 1 como a oração 2 apresentam os elementos essenciais: Sujeito (eu – Gosto, estou) e Predicado (Gosto muito de séries e filmes, estou sem tempo) e por esse motivo são independentes sintaticamente uma da outra. Assim, a palavra responsável por unir as informações das duas orações é a Conjunção Coordenativa Adversativa “porém”, estabelecendo entre elas uma relação de oposição.

As Conjunções Coordenativas são:

  • Conclusivas: logo, pois, portanto, por isso, por conseguinte, assim.
  • Explicativas: pois, que, porque, porquanto, por isso.
  • Aditivas: e, nem, não só... mas também, não só... como também, além disso, e ainda, por um lado… por outro, assim como, tanto... como, bem como.
  • Adversativas: mas, porém, contudo, todavia, entretanto, não obstante, no entanto.
  • Alternativas: ora, quer queira, quer não, seja, nem... nem.

Conjunções Subordinativas

As Conjunções Subordinativas integram em um mesmo Período as orações sintaticamente dependentes umas das outras, determinando ou completando seu sentido. Exemplo:

Caso chova demais, não iremos.

Observe que, enquanto a oração 2 é composta pelos elementos essenciais: Sujeito (eu) e Predicado (não vou), a oração 1 “Caso chova demais” é construída sem Sujeito, e por esse motivo torna-se dependente sintaticamente da oração 2 para que seu sentido seja completo. Assim, a palavra responsável por complementar o sentido da oração 2 é a Conjunção Subordinativa Condicional “Caso”.

As Conjunções Subordinativas são:

  • Causais: que, porque, pois, porquanto, como, pois que, visto que, visto como, por isso que, já que, uma vez que. Estabelecem relação de causa.
  • Concessivas: embora, conquanto, ainda que, se bem que, mesmo que, posto que, bem que, por mais que, por menos que, apesar de que, nem que. Estabelecem relação de concessão.
  • Condicionais: se, caso, contanto que, salvo se, sem que, desde que, nem que. Estabelecem relação de condição.
  • Conformativas: conforme, consoante, segundo, como. Estabelecem relação de conformidade.
  • Comparativas: que, mais/menos/maior/menor … do que, tal... qual, tanto... quanto, como, assim como, bem como, como se, que nem. Estabelecem relação de comparação.
  • Consecutivas: tal/tanto/tão/tamanho... que, de forma que, de maneira que, de modo que, de sorte que. Estabelecem relação de consequência.
  • Finais: para que a fim de que. Estabelecem relação de finalidade.
  • Proporcionais: à medida que, à proporção que, ao passo que, quanto mais... mais/menos, quanto menos... mais/menos. Estabelecem relação de proporção.
  • Temporais: quando, antes que, depois que, logo que, sempre que, assim que, desde que, todas as vezes que, cada vez que, apenas, mal, que. Estabelecem relação de tempo.
  • Integrantes: que, se. Ligam à Oração Principal as Orações Subordinadas Substantivas.
More Questions From This User See All

Smile Life

Show life that you have a thousand reasons to smile

Get in touch

© Copyright 2022 ELIB.TIPS - All rights reserved.