Cores quentes e frias

O conceito de temperatura das cores foi idealizado pelo psicólogo alemão Wilhelm Wundt (1832-1920) de acordo com as sensações de calor e frio. Para ele, as cores associadas ao fogo eram: amarelo, laranja e vermelho, portanto, denominadas cores quentes. Enquanto azul, verde e roxo eram aquelas associadas ao gelo, logo, chamadas de cores frias.

A relação quente e frio que as cores possuem criam contrastes naturais. Na natureza, por exemplo, a maior parte das flores possuem cores mais quentes, uma vez que a vegetação e o céu em si têm uma tonalidade mais fria por conta do verde e do azul.

Os pintores impressionistas, ao retratar a paisagem natural observada, utilizavam muito desse contraste em seus quadros. No quadro Impressão, nascer do sol (1872), Monet cria um contraste de temperaturas ao pintar cores quentes do pôr do sol sobre o mar, uma representação das cores frias.

A interação de oposição entre cores quentes e cores frias também gera diferentes sensações nos seres humano quanto à percepção do tempo. Estudos comprovam que em ambientes com cores mais quentes a passagem do tempo é pouco percebida pelas pessoas. Já em ambientes com cores mais frias, o contrário ocorre.

Cores Frias

No círculo cromático, a partir de uma divisão vertical, as cores frias, representadas pelo azul, verde e roxo, se localizam à esquerda.

Essas cores são aquelas que relacionadas ao gelo, à água e aos elementos da natureza. Além disso, são cores que correspondem a atitudes de seriedade e introspeção. Todavia, também há positividade na simbologia das cores frias. Tranquilidade, amabilidade e serenidade são representações da cor azul. Já a cor verde está associada a esperança, momentos de paz e equilíbrio. Por fim, a cor roxa se relaciona a momentos de reflexão e espiritualidade.

Na decoração de interiores, as cores frias criam a percepção de calmaria, colaboram para o foco e concentração. Logo, são comumente escolhidas para quartos, locais de estudo, trabalho e banheiros. Além disso, as tonalidades frias aumentam a sensação de espaço. Entretanto, cômodos grandes com cores frias podem criar percepção de vazio e tristeza.

Uma cor, apesar de classificada como quente pode ter uma tonalidade fria uma vez que a pigmentação dela seja mais azulada. Por exemplo, o amarelo é uma cor quente, contudo há diferentes tonalidades de amarelo e uma delas é mais fria do que a outra por conta da pigmentação azul na base da cor.

Cores Quentes

Ao dividir o círculo cromático ao meio, a partir de um corte vertical, as cores quentes, representadas pelo amarelo, laranja e vermelho, se localizam à direita.

As cores provenientes da sensação de calor estão associadas ao sol, ao dinamismo e à vivacidade. O vermelho é a cor da paixão. Já o laranja representa a energia e a criatividade. Enquanto o amarelo é a cor da alegria, diversão e felicidade.

Na decoração, as cores mais quentes trazem sensação de acolhimento, dessa forma, são muito usadas em sala de estar ou em ambientes onde se há descontração e diálogo. Todavia, as cores associadas ao fogo diminuem a sensação de espaço e cômodos menores com predominância de tonalidades quentes podem criar uma percepção de sufocamento.

As cores quentes são aquelas com um fundo amarelado. Portanto, uma vez que a pigmentação do amarelo é incorporada na cor, dependendo da proporção, ela pode ser considerada quente, mesmo que for uma cor fria como o azul, por exemplo.

Referências Bibliográficas:

INVIVO. A História das Cores. Disponível em: Acesso em: 20 fev. 2022

VIVIANA FRANCO. Cores Frias e Cores Quentes. Disponível em: Acesso em: 20 fev. 2022

WHICHEVER HEALTH. Warm and Cold Colors Meanings. Disponível em: Acesso em: 20 fev. 2022

More Questions From This User See All

Smile Life

Show life that you have a thousand reasons to smile

Get in touch

© Copyright 2022 ELIB.TIPS - All rights reserved.